ATIVISMO URBANO E ARBORIZAÇÃO: O COLETIVO URBANO ARTÍSTICO E ECOLÓGICO - NÃO RECLAME DO CALOR - PLANTE UMA FLOR EM CUIABÁ, MT.

Antonio Latorraca Netto, José Carlos Ugeda Júnior

Resumo


O coletivo Urbano Artístico e Ecológico - Não Reclame do Calor - Plante Uma Flor foi idealizado por um grupo de amigos em 2012 em Cuiabá, quando a artista plástica/visual e bióloga Ruth Albernaz Silveira teve a ideia de unir esforços diante de várias reclamações nas redes sociais de pessoas que comentavam sobre as altas temperaturas da cidade e o calor excessivo. Surgiu assim o movimento e posteriormente o planejamento das intervenções pela cidade. O plantio das espécies nativas do cerrado, ocorre aliando as técnicas ecológicas com a linguagem poética expressada através dos versos colados em cartazes junto à estrutura das mudas. O caráter pedagógico possibilita a sensibilização dos habitantes da cidade provocando a reflexão sobre o modelo de cidade que está sendo ampliado ao passo dos inúmeros caminhos possíveis para a constituição do direito à cidade e tudo que ele implica. Este trabalho tem como objetivo fazer uma análise reflexiva sobre o movimento Coletivo Urbano Artístico e Ecológico, destacando os momentos de construção e efetivação de suas ações.  

 

PALAVRAS-CHAVE: Arborização; Questão Ambiental – Urbana; Coletivo Urbano e Ecológico.


Palavras-chave


Arborização; Questão Ambiental – Urbana; Coletivo Urbano e Ecológico

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17271/23178604362015960

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN Eletrônico: 2317-8604      Digital Object Identifier (DOI): 10.17271/23178604

Indexações:

            


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.