Participantes > Apresentadores > Submissão de FRANCIELE CAVALHEIRO NOVACK

Submissão de FRANCIELE CAVALHEIRO NOVACK

1ª Submissão

Ecobairro – perspectivas e desafios do projeto urbano

Franciele Cavalheiro Novack; Jeane Aparecida Rombi de Godoy Rosin

O planejamento urbano, sobretudo na criação de novos modelos voltados ao loteamento residencial, deve primar pelos padrões de excelência em infraestrutura, visando garantir qualidade espacial e consequentemente qualidade de vida aos usuários. Frente a tais premissas, torna-se necessário que o poder público adote estratégias para orientação dos novos parcelamentos do solo e busque também qualificação dos quadros técnicos responsáveis pelo licenciamento e fiscalização de todo o processo que envolva a política de desenvolvimento urbano no município e seus desdobramentos. No âmbito dessa questão, surge a necessidade de novas alternativas que possam contribuir para a busca da sustentabilidade urbana, para a qual o processo de produção das cidades, em específico, o parcelamento do solo é fundamental. Desse modo, o presente trabalho tem por objetivo discutir os desafios e perspectivas que envolvem a elaboração de uma proposta para implantação de um loteamento voltado à habitação de interesse social a partir dos conceitos que norteiam o “Ecobairro”, onde são considerados os princípios da sustentabilidade e aplicação das tecnologias da infraestrutura verde. A proposta busca beneficiar as famílias de baixa renda, visando alcançar a melhoria da qualidade de vida, com a oferta de espaços verdes públicos adequados ao uso de suas funções, além de infraestrutura adequada. Em razão de suas amplas e importantes funções, a proposta elaborada deverá possibilitar a correta interação entre o meio ambiente e o meio urbano, através da incorporação dos princípios da sustentabilidade – aqueles que forem possíveis e adaptáveis a realidade local, assim como das técnicas da infraestrutura verde.

2ª Submissão

Ecobairro – perspectivas e desafios do projeto urbano

Franciele Cavalheiro Novack; Jeane Aparecida Rombi de Godoy Rosin

O planejamento urbano, sobretudo na criação de novos modelos voltados ao loteamento residencial, deve primar pelos padrões de excelência em infraestrutura, visando garantir qualidade espacial e consequentemente qualidade de vida aos usuários. Frente a tais premissas, torna-se necessário que o poder público adote estratégias para orientação dos novos parcelamentos do solo e busque também qualificação dos quadros técnicos responsáveis pelo licenciamento e fiscalização de todo o processo que envolva a política de desenvolvimento urbano no município e seus desdobramentos. No âmbito dessa questão, surge a necessidade de novas alternativas que possam contribuir para a busca da sustentabilidade urbana, para a qual o processo de produção das cidades, em específico, o parcelamento do solo é fundamental. Desse modo, o presente trabalho tem por objetivo discutir os desafios e perspectivas que envolvem a elaboração de uma proposta para implantação de um loteamento voltado à habitação de interesse social a partir dos conceitos que norteiam o “Ecobairro”, onde são considerados os princípios da sustentabilidade e aplicação das tecnologias da infraestrutura verde. A proposta busca beneficiar as famílias de baixa renda, visando alcançar a melhoria da qualidade de vida, com a oferta de espaços verdes públicos adequados ao uso de suas funções, além de infraestrutura adequada. Em razão de suas amplas e importantes funções, a proposta elaborada deverá possibilitar a correta interação entre o meio ambiente e o meio urbano, através da incorporação dos princípios da sustentabilidade – aqueles que forem possíveis e adaptáveis a realidade local, assim como das técnicas da infraestrutura verde.

Acessos no Site
913420
© 2003 Associação Amigos da Natureza da Alta Paulista - Todos os direitos reservados